Algumas considerações sobre o 8 1/2 Festa do Cinema Italiano

  • A cópia restaurada do Cinema Paraíso foi, provavelmente, dos melhores restauros digitais que vi na minha vida. O que não deixa de ser irónico, dada a temática do filme.
  • Ao contrário do Cinema Paraíso, que vi pela 981240912ª 1 vez, finalmente vi O Bom, o Mau e o Vilão. E saí de barriga cheia. Grande filme. Este Eastwood é o maior. Este é o Clint Eastwood de que já tinha ouvido falar, mas que nunca tinha visto.
  • Numa espécie de circuito alternativo, assisti às 5 sessões de Gomorra (série que há-de estrear um dia destes na RTP2). 12 episódios com suspense que nos faz sair da sala a tentar relaxar os músculos depois de uma contracção total do corpo durante os 50 minutos de cada capítulo. Se não foram dos cerca de 15 resistentes que aguentaram a série toda (na primeira sessão estavam umas 100 pessoas2), parem de ver a novela e peguem nesta série. É de pôr os nervos em franja.
  • Uma palavra para a organização: Sempre que me cruzava com algum deles, foram sempre muito acessíveis e simpáticos. Merecem o sucesso que tiveram (a Festa bateu recordes de audiência nesta sua 8ª edição), apesar de alguns atrasos sempre comuns neste tipo de eventos.

  1. Enésima, vá. 
  2. Ficaram com medo, por isso é que não viram o resto. 

Published by Manuel Reis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *